Acervos Complementares



Esta obra produzida pelo Ministério da Educação proporciona ao leitor/professor, repensar e adaptar suas práticas pedagógicas, considerando a primeira e mais importante das mudanças, a alfabetização, percebendo seus múltiplos sentidos. Para auxiliar nos dois primeiros anos, as escolas contam com livros didáticos sendo eles: Letramento e alfabetização lingüística; e Alfabetização Matemática (no 1º ano); e as coleções para Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia.
     Os dois anos iniciais têm como objetivos principais, o letramento e a alfabetização, e os três anos seguintes tem os conhecimentos organizados em disciplinas, efetuando o processo de consolidação das primeiras aprendizagens.
     Não que os conhecimentos sejam "divididos" por matérias, pois a ideia de trabalho é justamente o contrário, onde com o auxilio do livro didático eu possa trabalhar as diversas temáticas de ensino, procurando sempre uma abordagem interdisciplinar.
     "... é importante o diálogo constante da Geografia com as Linguagens, com as Artes, com as Ciências e a Matemática, e com a História” (Brasil, 2009) pág.41.
     Traz ideias de execução nas áreas do conhecimento:
1. Ciências: busca formar cidadãos aptos a responder aos questionamentos que o mundo atual nos coloca. É composta por seis eixos temáticos, o ciclo da vida e os sentidos, os animais mamíferos terrestres, os outros animais vertebrados, o corpo humano, o meio ambiente e as relações entre os seres vivos. Em sua descrição, todos os eixos visam o respeito à diversidade, e a ação reflexiva sobre como atingimos o meio em que vivemos.
2. Matemática: demonstra o quão importante é construir relações, comparar objetos, utilizar diversos materiais para a apropriação do aluno, torná-lo pensante, criador de hipóteses, questionador. "Saber que o grande pode ser pequeno, dependendo do referencial." pág. 27.
3. História: trata de "conhecer a experiência dos homens no tempo é uma atitude fundamental para a formação de pessoas que se dispõem a viver em sociedade..."pág. 31. Busca também fazer referencia ao construir, reconhecer, comparar, relacionar, e estabelecer um pensamento critico. “O professor não é um sabe tudo...”pág.33, nos reforça a ideia de que o professor não é detentor de todo conhecimento até por que é algo meio difícil de conseguir, pois o processo de aprendizagens é dinâmico e permanente.
4. Geografia: visa ampliar as percepções dos educandos, fazer com que notem a natureza, e a partir de seu espaço diferenciar as múltiplas paisagens. Destaco como principal objetivo desta disciplina “observar, descrever, representar e construir explicações... (BRASIL, 1997, PCN, pág.128)”
 5. Língua Portuguesa: prima pelo desenvolvimento da leitura, da escrita e da oralidade, que podem ser desenvolvidas através da contação de histórias, entrevistas, debates, exposições orais. Entre os materiais que auxiliam nesta aprendizagem, estão o manuseio de jornais, revistas, rótulos, jogos, livros, e qualquer portador de texto ou imagem a fim de estimular as múltiplas interpretações das crianças.
6. Arte: sugere a exploração das diversas manifestações artísticas, como as artes visuais, o teatro, a música e a dança.  Interpretar/produzir desenhos, pinturas, esculturas, gravuras, colagens, fotografias, vídeos, construções arquitetônicas...
     Enfim, este é um excelente livro para estabelecer nortes de pesquisa para uma pratica   de significado positivo para os educandos com que trabalhe.

Livro: Acervos Complementares: as áreas do conhecimento nos dois anos do Ensino Fundamental / Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. - Brasília: MEC/SEB 2009.

Um comentário:

Pedagogia disse...

idéias para entrelaçar as diferentes áreas do conhecimento no processo de alfabetização...